56 MP

 

Na primeira quinzena de setembro, o Presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis - 24ª Região/RO, Júlio César Pinto, assinou, nessa semana, o despacho de 56 processos que serão enviados ao Ministério Público de Rondônia, referentes ao exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis. A ação faz parte do desdobramento do trabalho que a fiscalização realiza combatendo essa a prática ilegal.

O CRECI/RO segue atuante no intuito de inibir as fraudes e denunciar falsos corretores de imóveis que vem atuando no Estado. O trabalho inicia com o recebimento da denúncia e se desenvolve na supervisão dos fiscais para atestarem a irregularidade. Em seguida, os processos são analisados na Comissão de Ética da instituição e ao ser acatada a acusação, o setor encaminha o processo para o Ministério Público, para que o órgão apure e abra o processo criminal, se for necessário. “Estamos a cada dia fortalecendo a Fiscalização, iniciativa esta que beneficia a todos os envolvidos: quem procura um corretor de imóveis precisa ter a segurança de que estará lidando com um profissional capacitado para conduzir a sua negociação, assim como o corretor merece a garantia de um mercado justo", afirma o Presidente do CRECI/RO, Júlio César Pinto.

O Conselho alerta que falsos corretores estão agindo no mercado e seus clientes, ao fecharem negócio, correm sério risco de ter prejuízos financeiros. O profissional imobiliário devidamente registrado dá respaldo às transações imobiliárias, uma vez que, o cliente está amparado por lei.

Por isso, ao se deparar diante de alguma prática irregular, denuncie! Principalmente os Corretores de Imóveis, pois é importante que também atue junto com o Conselho Regional, denunciando os profissionais ilegais e fazendo do seu mercado de atuação cada vez melhor para desenvolver um trabalho respeitado e valorizado. As denúncias podem ser feitas pelo telefone (69) 3224-1009, pelo whatsapp (69) 99939-4013, pelo site www.creciro.gov.br ou ainda, se dirigir pessoalmente ao CRECI/RO no endereço: Rua Abunã, nº 1.713 – Bairro São João Bosco, em Porto Velho.