CRECI/RO ALERTA PARA OS PROFISSIONAIS ILEGAIS QUE ATUAM NO MERCADO

Porto Velho

 

O mundo está passando por uma crise econômica global provocada pela pandemia do novo coronavírus. Mas apesar do momento difícil, existem aqueles que já vinham se preparando para realizar o sonho da casa própria. Por isso, o CRECI/RO alerta que mais do que nunca é necessário ficar atento aos falsos profissionais que atuam no mercado, para que não haja mais prejuízos nesse período tão complicado.

Por se tratar de um bem de grande valor material, que pode representar as economias de uma vida inteira, é recomendado que o negócio imobiliário seja feito com garantia e segurança para que nenhuma das partes saia lesada. Diante disso, é necessário exigir a habilitação no Conselho de Fiscalização Profissional – CRECI/RO, garantindo, assim, que está trabalhando com um profissional com formação adequada, capaz de fornecer a compreensão técnica a respeito das negociações imobiliárias.

O cidadão que promover intermediação de imóveis de terceiros sem possuir qualificação de técnico ou gestão em transações imobiliárias e habilitação no Conselho, está cometendo o ilícito penal de exercer ilegalmente a profissão de Corretor de Imóveis. Tal conduta trata-se de contravenção penal instantânea disposta na Lei 3.688/41 – das Contravenções Penais, em que prevê pena de 15 dias a 3 meses e multa.

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Rondônia vem recebendo informações de ocorrências em que pessoas perdem grandes somas de dinheiro por conta da ação de estelionatários que se dizem corretores. O CRECI/RO está continuamente fiscalizando as imobiliárias e os escritórios, e alerta a sociedade para que tome as precauções necessárias "orientamos a todos para que verifiquem se o intermediador é mesmo um profissional inscrito no Conselho, procurando identificar um endereço onde possa encontrá-lo. Também com a popularização das redes sociais muitas pessoas acabam fazendo negociações sem garantias e sem o aparato legal de imobiliárias e profissionais certificados. Todo cuidado é pouco! Nunca feche negócio se houver dúvidas quanto à idoneidade de quem o atendeu", salientou o presidente do CRECI/RO, Júlio César Pinto.

Por isso, ao se deparar diante de um falso corretor denuncie através do telefone (69) 99971-4468, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou no site www.creciro.gov.br.