caixa 6 meses de carencia3

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira, 9 de abril, que dará seis meses de carência para financiamentos de imóveis novos, tanto para pessoas físicas, como jurídicas.

A novidade faz parte do pacote de novas medidas focadas especialmente no crédito imobiliário na tentativa de combater os efeitos econômicos da pandemia do coronavírus.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, estimou que esses seis meses de carência para pessoas e empresas devem ajudar a manter o emprego de 1,2 milhão de trabalhadores da construção civil e deixou um recado para as empresas do setor. “Temos um compromisso com as construtoras, mas não aceitaremos demissões, queremos proteção para o funcionário. Se o funcionário enfrentar problemas ou houver demissões essas regras não valem para a empresa”, disse em coletiva feita nesta manhã.

A Caixa também informou que tem R$ 43 bilhões destinados aos programas de crédito imobiliário, além dos R$ 111 bilhões anunciados anteriormente para novas linhas de crédito.

“Isso nunca aconteceu e a Caixa mostra alinhamento com o momento de crise que o país enfrenta. Parte da nossa base de clientes é de pessoas com menor renda, por isso, todas as medidas que estamos anunciado valem para todos os clientes em todas as linhas de renda incluindo pessoas jurídicas. Nossa preocupação é com a manutenção de empregos, com os empréstimos e com o programa habitacional. São um total de R$ 154 bilhões para auxiliar os brasileiros. Vamos manter o equilíbrio nesse momento”, afirmou o presidente.

Ainda, Guimarães deixou claro que o banco estenderá prazos e flexibilizará medidas caso a crise se estenda. “A Caixa vai agir e reagir à crise. Se a situação ficar mais grave, poderemos sim ampliar as linhas de crédito para garantir o auxílio a todos”, disse.

 

Fonte: Por Giovanna Sutto - www.infomoney.com.br